Gosta de música e nunca ouviu falar da Transfusão Noise Records? Então tá por fora do anda acontecendo de importante na cena independente carioca.

transfusáonoise verymuchalive“Fazer por nós mesmos é, além de uma opção, também uma questão de amor aos bons roques.”

Fundada por Lê Almeida em janeiro de 2004, a Transfusão Noise Records nasceu da idéia de criar uma marca que representasse todo o bom barulho feito entre bandas amigas na Baixada Fluminense (Rio de Janeiro). Só no começo de 2005 os disquinhos passaram a ser lançados, com o ultra-barulhento e lo-fi: “Eu, eu mesmo e os vários beijos cafeinados”, 1° EP da Coloração Desbotada.

Aos poucos o selo foi ganhando maiores proporções, contando com grupos de outros estados e até de fora do país. A partir de 2008 os irmãos Paulo e João Casaes passaram a administrar o selo junto com o Lê.

Vieram vários títulos, entre EP’s, álbuns, coletâneas e um tributo aos norte-americanos do Guided By Voices — “Don’t Stop Now”, muito elogiado em 2009.

A grande maioria das bandas da Transfusão é influenciada por gravações caseiras (nem todas lo-fi) e tem em comum o amor pelo indie roque dos anos 90 (Pavement, The Amps, Guided By Voices, Dinosaur Jr…).

O selo já apareceu em Rock Press, Correio Brasiliense, Jornal O Globo / Rio Fanzine, TV Brasil, Rede Minas (Alto Falante) e outros. Também já fez parcerias com gente como Vinyl Land, Pug Records, Weepop Records, Senhor F, Midsummer Madness e Pisces Records. Atualmente a Transfusão conta com distribuição fora do país via Rok Lok Records e Lost Sound Tapes (EUA) e Big Love Records (Japão).

 

Zamus, Educação e Tecnologia para o Novo Mercado da Música.

FALE CONOSCO

Envie um e-mail para nós e ficaremos felizes em respondê-lo.

ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account