Sandro Shankara apresenta seu trabalho com a música indiana e fala um pouco mais sobre o mercado, a intenção e o processo sonoro dessa dessa linda arte!

1) Como começou sua história com a música indiana?   

Lembro-me como se fosse ontem. Eu tinha 17 anos e tocava Jazz com um querido amigo que trilhava uma escola de meditação. Certo dia  perguntei: “o que é isso que você faz?”, E ele simplesmente me presenteou com uma fita do mantra OM NAMA SHIVAYA.

Aquele som revolucionou a minha vida… Ouvia diariamente à noite e dormia numa paz… Em certo momento o stress das provas escolares chegou e deixei a fita de lado. Parece que é sempre assim: quando estamos no meio do furacão esquecemos de tudo que possa nos salvar e nos deixamos levar pelo turbilhão de pensamentos e ansiedades que nos atropelam.

As provas passaram e reencontrei a fita k7 ao lado do meu som. Pensei: – “puxa, esse som é tão bacana, por que parei de escutar?” E foi nesse momento, talvez um dos mais mágicos da minha vida, que ao apertar o play parecia que havia alto falantes vibrando no céu! Senti uma força tão maravilhosa arrebatando toda a atmosfera e imediatamente peguei o telefone e liguei pro meu amigo, pedindo para que  me levasse em seu centro de Meditação.

Om nama Shivaya significa: “Saudação à Deus que habita em nosso interior”! Até aquele momento da minha vida eu era um músico isolado em meu quartinho, que passava horas por dia estudando. Foi o poder do mantra que me fez florescer para amar a cada pessoa como a reverberação divina.

2) Qual o contexto desse tipo de música? Sobre o que ela fala?

Tudo na Índia nos conecta com o divino, seja a literatura, a dança, a comida ou a música. Naquele país tão populoso não existe música para entretenimento, mas sim para elevação. A música clássica indiana, que é instrumental, visa ao transe místico. Através dos seus improvisos lentos e longos (alap) consegue-se tocar algo profundo na alma…

A música litúrgica é conhecida como MANTRA  ou Kirtan. Isso significa: a repetição do nome. Repetimos nomes e qualidades divinas, que estão em toda parte, como: amor incondicional, força para atravessar os desafios, anseio por Deus, Felicidade sem causa e expectativa, etc. E nesta repetição algo mágico nos transforma de dentro para fora.

A repetição do mantra Om nama Shivaya me conectou com cada Ser como divino; assim percebi a luz de Deus em cada aspecto da criação. Isso pode parecer um papo meio religioso, mas a verdade é que qualquer pessoa pode experimentar essa elevação através da repetição dos mantras!!!

3) Quais suas maiores influências?

Minha grande influência no estudo da música indiana, e na composição, são os grandes gênios da música ocidental que beberam um pouquinho dessa fonte e transmutaram seu trabalho musical para OURO: George Harrison (Beatles), John Coltrane, Debussy, Ravel, John Maclaughlin, entre outros!

4) E o mercado para esse tipo de música no Brasil, como está?

Parece que estamos num ótimo começo. Lembro que há poucos anos poucas pessoas compareciam aos eventos. De lá para cá muita coisa linda tem rolado! Fui convidado como músico da novela “Caminho das Índias”, abri a exposição “Índia” no Centro Cultural Banco do Brasil e tenho viajado por todo Brasil para representar a música Indiana.

Convido aos músicos da Zamus a conhecerem meu álbum recém lançado e meu site de música indiana, que hoje em dia é lido por mais de 50 países e recebe mais de 15 mil visitas mensais. www.musicaindianabrasil.com


5) 
Pode nos indicar outros artistas que, como você, estão conquistando um espaço com a música étnica?

Acredito que a maior referência neste segmento seja o americano Krishna Das. Ele acabou de concorrer ao Emmy (prêmio de música). Nunca imaginei que isso fosse possível neste segmento tão alternativo! Fico feliz em ver a música indiana indo tão longe.

6) E na Zamus, o que tem lhe chamado a atenção?

A multiplicidade de artistas e a proposta desta plataforma tem tudo para virar uma referência musical online e interativa. Sei que ainda vem novidade pela frente e eu, como músico e produtor musical, estou aguardando ansiosamente.

Que possamos compartilhar nosso som por toda a atmosfera!

Om Santih (paz)

 

 

Zamus, Educação e Tecnologia para o Novo Mercado da Música.

FALE CONOSCO

Envie um e-mail para nós e ficaremos felizes em respondê-lo.

ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account