Por Yuri Pontes 

Dando um rolé na Zamus uns caras me chamaram atenção, indicação do meu brother Guilherme e quando ouvi curti pra cara***, são os manos do Sem Miséria.

Não conhecia o som deles mas já conhecia o trampo do Oriente e do produtor Forage the Kid, que participam do disco e quando vi que eles eram da mesma gravadora pensei “pô daí não tem como sair coisa ruim” vi que os caras são de Niterói, que tem um estilo bem característico no rap, diferente do que tô acostumado a ouvir aqui em São Paulo, não só Niterói como o rap carioca tem um estilo diferente e próprio que eu acho foda.

Não vou prolongar muito e comentar um pouco as faixas que eu mais curti do álbum de estréia dos Sem Miséria, ‘Tamo junto e Sem Miséria‘:

1 – Sem Miséria
A pegada rock’n’roll me lembrou o clássico “Walk This Way”, som pique street anthem lotado de punchlines apresentando o grupo, pesadão.

4 – Humilhable (part. Forage The Kid)
Já mostrando diversidade agora um beat mais trap com sample da “Look at me Now”, grave torando monstruosamente, nessa os mulekes mostram que tem flow e fôlego de sobra.

5 – Aquela Ali (part. Rafael Lira & Ramon)
Swingado e com uma melodia que não sai da cabeça, um som falando da santa erva não pode faltar, respeitei.

7 – Pras Mães
Homenagem a todas as mães que criam seus filhos com todo amor e carinho e muitas vezes sonham com um médico ou advogado, mas aí vem a música e a arte e contamina a gente. I feel you brothas! haha

Bom, eu que me considero audiófilo não tenho do que reclamar da produção do disco, beats impecáveis, diversidade nas letras, inteligência com bom humor e originalidade. Ainda depois vi que a master é do Luiz Café que é um monstro do rap nacional, recomendo à todos que apreciam música sincera, original e bem feita!

Yuri Pontes é MC e produtor de rap em São Paulo.

Zamus, Educação e Tecnologia para o Novo Mercado da Música.

FALE CONOSCO

Envie um e-mail para nós e ficaremos felizes em respondê-lo.

ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account