A nova modalidade de ‘merchan’ musical, na internet, é a onda dos tributos. Ela dá visibilidade a artistas independentes e supre nossa necessidade de nostalgia.

Capa-Thumb

Não é de hoje que constatamos que brasileiro é, definitivamente, um bicho nostálgico. Podemos dizer que a partir da Bossa Nova e da instalação definitiva da indústria cultural no país, criou-se um ar de eterna revisitação as referencias do passado e que parece ter um viés forte dentro do nicho da música nacional. 

As antigas mega produções globais e o buraco deixado pelas gravadoras no mercado da música, hoje dão lugar a uma nova modalidade de marketing associado a bandas e artistas independentes e que com maestria, a medida consegue, trazer notoriedade a esses, que por vezes buscam a ascensão, junto ao nome de algum grande artista. 

Re-Trato-Disco-1

A primeira obra que temos noticia, nesse contexto, é referente ao tributo gravado por artistas como: Phillip Long e Cícero num projeto do site Musicoteca, Re-trato é o nome do conjunto de músicas que formam um disco inteiramente de prestigio a obra da banda Los Hermanos. O sucesso foi grande como se podia prever e isso deu força a um próximo passo.

Jeito Felindie é o projeto do site Fitabruta, o nome é uma brincadeira com o título de uma das musicas do homenageado Raça Negra. Assim como a experiência anterior, o disco foi um sucesso, bandas como: Amplexos e o Letuce tocaram no tributo. Com as grandes taxas de downloads vieram também às discussões sobre a dignidade ou não, deste tipo de obra.

Por fim, ontem 26 de março tivemos uma novidade. Trata-se do tributo feito pelos mesmos produtores do ‘Jeito Felindie’, dessa vez ao cantor e repentista Belchior em seu álbum clássico Alucinação. A obra chamada Ainda Somos os Mesmos conta com as versões do Fábrica, Ricardo Gameiro e The Baggios é uma releitura que jovens fazem desse disco considerado por muitos um dos grandes representantes da MPB.

O disco foi recebido da mesma forma afoita como era esperado. As opiniões continuam divididas sobre os diversos aspectos da obra e da forma como essa nova modalidade tem se colocado no meio virtual, mas acima de qualquer critica devemos dizer que funcionar, funciona.

Por Márcio Maurício

Zamus, Educação e Tecnologia para o Novo Mercado da Música.

ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account